quinta-feira, 5 de maio de 2011

E Se Você Pudesse

Encontrei-me com um anjo...
Estava eu a caminhar tristonho e indagou-me ele:
- O que tens?
Disse-lhe:
- Meu anjo se ao tempo pudesse voltar...
Então, o ser de encanto e luz, me colocou a seu colo e disse-me:
- O que farias se pudesse? E passei então a falar...

“Se, ao tempo pudesse voltar, colocaria cada Flor que arranquei novamente na terra, para que ela pudesse sorrir à muitos...
Daria ao irmão desconhecido tudo aquilo que não me faria falta em meus armários, daria mais valor às coisas pequenas que passam frente aos nossos olhos, às vezes desapercebidas por estarmos muito ocupados...

Cuidaria mais da saúde de meu corpo, por vezes esquecido pelo trabalho constante, daria mais atenção a meu lar, viveria mais meu canto.

Entenderia mais, daria ao pássaro que me oferece o canto a saudação de meu amor;
Ao sol que me oferece a luz, a gratidão de minha alma.
Aproveitaria o encanto que a luz ofereceu-me para sob ela amar...
Cederia mais, procuraria ser mais aluno aplicado do que professor

Ensinaria ao ignorante o caminho da luz, em vez de simplesmente ignorá-lo... Procuraria perdoar o traidor, pois, ao invés de minha ira eles necessitam de minha pena e perdão
por terem sido tão fracos.

Prestaria mais atenção às crianças, eternos e grandes professores por serem dotadas da pureza.
Acolheria mais meus velhos, tirando de cada um de seus contos aprendizado a ser colocado em prática...
Entregar-me-ia mais à leitura, buscando entre os grandes mestres literários, o conhecimento necessário para poder ensinar a todos que dos livros não puderam ter acesso...

Ah...Se pudesse anjo, voltar ao tempo...
A cada manhã, ao invés de falar só uma vez: - Te amo.. Diria muito mais vezes... TE AMO..
Ah se pudesse voltar!...
Por fim, não ficaria olhando os erros e chorando...
Partiria em busca de corrigi-los e, ao me entregar aos braços da senhora morte poder falar:
Fui feliz!...”

Abri os olhos, e o anjo disse-me:
- Então voltes!...
E, cá estou...

E você, o que faria se pudesse voltar no tempo?


(Autor Desconhecido)

Clique aqui para receber mensagens por e-mail!